dicas para seguir antes de iniciar o seu negócio

10 dicas para seguir antes de iniciar o seu negócio

Iniciar um negócio não é fácil. Isso todos nós sabemos. Ainda mais em tempos de crise, falar em abrir um negocio pode parecer maluquice, mas quando será o melhor momento para montar seu próprio negócio? Quando a economia melhorar? então nunca né (rsrsrs). Empreender em qualquer época da economia requer planejamento, conhecimento, cada passo dado tem que ser bem pensado. Abrir um negócio não é somente ter um produto ou serviço e querer colocar à venda e esperar o cliente chegar. Isso já é coisa do passado, essa maneira de pensar em abrir um negócio “na raça” e achar que vai dar certo. Pode até ter um bom começo, mas pode acabar a qualquer momento.

De cada dez empresas, somente duas sobrevivem após o 5º ano de atividade. Quase metade não passa dos primeiros 3 anos e 30% não sobrevive aos primeiros 2 anos (Segundo o SEBRAE). E para você não correr o risco de entrar para as estatísticas, siga estas 10 dias que organizamos aqui para ajudar você, que está querendo se tornar empreendedor.

1 – Obtenha conhecimento

Você não precisa ser formado, especialista, mestre para abrir seu negócio. Mas é essencial que você busque conhecimento sobre o seu mercado. Seja qual for seu ramo, faça cursos, busque materiais na internet, analise a concorrência e esteja sempre se atualizando sobre o que você faz ou vende. Procure também conversar com pessoas, compartilhe sua ideias com pessoas que possam te acrescentar algo e que já passaram por esse processo (evite invejosos). Procure fazer um plano de negócios, ajuda muito na organização das ideias. O SEBRAE de MG tem uma ferramenta para gerar planos de negócios, acesse aqui. Basta se cadastrar no site e fazer o download.

2 – Conheça seus clientes

Defina quem são seus clientes. A primeira coisa que todos põe na cabeça é querer vender para todos. Lógico que em alguns casos, um supermercado por exemplo, é capaz para vender para diversos públicos. Mas se a sua ideia é vender roupas, por exemplo. Para que tipo de pessoas você vai vender? Homens? Mulheres? Crianças? Todos? As vezes tentar atingir muitas pessoas ao mesmo tempo demora a ter resultados. Uma boa ideia é segmentar seu publico, por exemplo, vender roupas somente infantis. Assim você será uma referencia em roupas infantis. Mas quem compra roupas infantis? Na maioria, as mães. Então estude qual é o comportamento de compra das mães ao comprar roupas para seus filhos, o que leva elas a comprarem, etc. Conheça seu publico e você e terá mais sucesso e menos trabalho.

3 – Formalize-se

Na maioria das vezes ás pessoas querem começar um negócio de maneira informal. Sonegar impostos é crime, e se você for pego, acabou o sonho. Hoje existe a modalidade MEI de empreendedores, que custa pouco, é fácil de abrir e você não corre perigos. Além de uma série de benefícios, como conseguir empréstimos, atendimento no SEBRAE para auxilia no seu negócio, etc. Veja o que é o MEI e como abrir neste link.

4 – Seja organizado financeiramente

É importante pensar como você vai administrar o dinheiro do seu negócio. Você pode até contratar uma ferramenta de gestão se tiver recurso, mas existem várias ferramentas gratuitas que podem te ajudar, até uma planilha no Excel serve. Anote tudo o que você comprou, anote todas as suas vendas, suas despesas e faça um balanço de tudo no fim do mês. NÂO comece desorganizado. Pode complicar no começo, parar para anotar as coisas, mas vai por mim, o trabalho de arrumar toda a bagunça lá na frente vai ser muito maior. No começo dá trabalho, mas depois você pega o ritmo e algum dia alguém pode fazer este serviço para você. E por último e não menos importante: Separe o dinheiro do seu negócio do seu dinheiro pessoal. Jamais confunda os dois. Defina no começo quanto você quer de “salário” por mês e separe o que sobrar para o caixa da empresa, mas seja consciente, leve em consideração todas as suas despesas antes de definir sua parte.

5 – Saiba negociar

Antes de comprar, pesquise no mínimo 3 fornecedores. Se tiver mais, ótimo, organize tudo e veja qual tem o melhor valor. Verifique atendimento, prazo de entrega, se emite nota fiscal, qualidade, tudo isso tem que ser levado e conta. Tente barganhar também, veja se comprando mais você pode receber um desconto, não tenha medo de pedir se for pagar à vista, ou se te oferece o prazo que precisa. Muitas vezes as pessoas precisam de prazos e, neste caso, avalie o tempo que será necessário para vender seu produto para não se tornar inadimplente. Comprar à vista ou a prazo tem suas vantagens, avalie, negocie.

6 – Controle o estoque

Para quem quer vender produtos físicos, é importante manter o controle do estoque. Neste caso é bom um sistema de gestão, mas uma planilha também pode ajudar. Sabendo o quanto tem, você sabe o que está faltando para comprar. Em casos de produtos perecíveis, anote também o prazo de validade para evitar percas. Controlando seu estoque, você fica sabendo quais produtos são mais vendidos e os que menos vendem, que ajuda muito na tomada de decisão na hora de comprar.

7 – Seja criativo

Procure sempre inovar, fazer diferente. Faça promoções, enfeite sua loja, se for online, que seja com um design fácil de usar. As pessoas se agradam fácil com os olhos. Se você não tem muita criatividade, analise a rua concorrência e melhore. Cuidado ao fazer promoções! Nunca faça loucuras, perder dinheiro não é bom para seu negócio. Uma boa dica é pedir bonificações dos seus fornecedores, assim você pode repassar para seus clientes sem perder nada. Muitas empresas também fornecem materiais de divulgação, como banners, use-os de um jeito que não polua sua loja também. Se você oferece serviços, apresente-se como profissional, bem apresentável, causar uma boa primeira impressão é ótimo. Procure ganhar seu cliente dando dicas úteis que vão ajuda-lo.

8 – Atenda bem o seu cliente

Um cliente bem atendido, pode trazer mais dez com ele. Assim como um cliente mal atendido, pode evitar que outros cheguem a você. Procure se relacionar bem com seu cliente, conheça-o. Procure saber o nome dele, as pessoas gostam de ser chamadas pelo nome, isso já é muito usado em vários lugares, até em caixas de lojas você vê essa tática, causa proximidade com o cliente. Se você não é uma pessoa muito sociável, procure uma pessoa que seja para fazer isso para você. Não perca clientes!

9 – Trabalhe sua mente

Você já ouviu falar em Mindset? Significa modelo mental predominante, forma de enxergarmos as coisas de maneira pessoal ou empresarial. Os americanos adotam a terminologia Mindset para representar o modo dominante como vemos, compreendemos e julgamos as coisas à nossa volta, o que por sua vez norteia as nossas ações no dia a dia profissional, pessoal e também o mundo dos negócios. Define também que o pior inimigo no seu negócio é você mesmo. Trabalhe sua mente ao seu favor, evite pensamentos negativos, não deixe seu lado emocional dominar você e atrapalhar o seu negócio.

10 – Use estratégias de Marketing Digital

Não há como negar o poder da internet. Vivemos em tempos modernos e quem não acompanha fica para trás. São mais de 81,5 milhões de brasileiros com acesso à internet e uma grande quantidade estão acessando via smartphone, que se tornou fácil de se adquirir hoje em dia. Marketing Digital já não é mais uma tendência do futuro, é praticamente uma obrigação hoje em dia. E existem várias maneiras gratuitas para você começar. Perfis nas redes sociais (Facebook por exemplo) é bom começo, oferecer um endereço de email, número de WhatsApp, etc.. E nunca deixe de responder seus clientes por estes canais, isso tira a sua credibilidade.

Bom, esperamos que essas 10 dias que estão aqui possam te ajudar. Em resumo, planeje, se organize, lembre-se que as coisas só dependem de você.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.